Sistema Conselhos e entidades da Psicologia rumo à CONAPE 2022

A participação do Sistema Conselhos de Psicologia – que agrega o Conselho Federal (CFP) e os 24 Conselhos Regionais (CRPs) – e entidades da Psicologia na II Conferência Nacional Popular de Educação (Conape 2022) foi debatida na última segunda-feira (11) em reunião virtual que contou com a participação da comissão organizadora do evento.

Realizada pelo Fórum Nacional Popular de Educação (FNPE), a etapa nacional da Conferência acontecerá entre os dias 15 e 17 de julho, em Natal (RN), com o lema “Educação pública e popular se constrói com Democracia e Participação Social: nenhum direito a menos e em defesa do legado de Paulo Freire”. A Conape tem o apoio do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que integra sua Comissão organizadora.

A conselheira do CFP, Norma Cosmo, explica que a participação da Psicologia será ativa no evento, tendo em vista que a categoria objetiva contribuir cada vez mais com uma educação de qualidade. “Nós faremos toda a mobilização possível para o evento porque o trabalho que será debatido é uma preocupação da Psicologia também”.

Para tanto, a conselheira do CFP destaca que é importante que os Conselhos Regionais de Psicologia ajudem na divulgação do evento para as(os) psicólogas(os) de todo o país. “Para que a gente faça uma ampla participação e chame as(os) psicólogas(os) para somar”, acrescenta Norma. O CFP enviou a todos os CRPs os arquivos para a divulgação virtual e os cartazes impressos para distribuição pelas sedes, sub-sedes e faculdades locais.

A Psicologia tem importante papel no campo da educação e o CFP destaca a relevância da Conape também como espaço de mobilização para a efetiva implementação da Lei 13.935/2019. A legislação prevê que as redes públicas de Educação Básica devem contar com serviços da Psicologia e do Serviço Social em suas equipes multiprofissionais. O objetivo é agregar qualidade ao processo de aprendizado e formação social de estudantes, bem como à convivência escolar e à relação família-escola.

Para o professor Heleno Araújo, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e integrante da Coordenação Executiva do FNPE, que organiza a Conape, a realização do trabalho conjunto com a Psicologia é muito importante tanto para ampliar o contexto do direito à educação quanto para o fortalecimento das lutas coletivas.

“A Conape acontece no contexto de luta por uma educação como uma prática da liberdade, porque é uma Conape Freiriana (dedicada à Paulo Freire). Seus princípios e seus legados foram colocados nesse processo, por isso queremos fazer um grande movimento pensando a educação pública em todas as suas etapas, níveis e modalidades na perspectiva do atendimento à demanda social”, explica Heleno, que espera o credenciamento de aproximadamente 3.000 pessoas no evento.

A Conferência tem o objetivo de mobilizar os setores e segmentos da educação nacional dedicados à defesa do Estado democrático de direito, da Constituição Federal de 1988, do Plano Nacional de Educação (PNE) e de um projeto de Estado que garanta educação pública com a mais ampla abrangência, de gestão pública, gratuita, inclusiva, laica, democrática e de qualidade social para todas e todos, de forma a consolidar uma plataforma comum de lutas pela educação no país.

Além do CFP e da Comissão Organizadora da Conape 2022, participaram da reunião representantes dos Conselhos Regionais de Psicologia e de entidades nacionais da Psicologia e seus núcleos estaduais. Estiveram representadas a Associação Brasileira de Ensino de Psicologia – ABEP, a Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional – ABRAPEE e a Federação Nacional dos Psicólogos – FENAPSI.

Saiba mais

Prorrogado para 30 de abril prazo de inscrição de trabalhos para a etapa nacional da Conape 2022

(fonte: Conselho Federal de Psicologia)

Comente via Facebook

Comentário(s)