Representante do CRP-23 acompanha reivindicação pela reabertura do Parque da Pessoa Idosa de Palmas

Na manhã da última terça-feira (12) a psicóloga Keila Barros Moreira, representante do CRP-23 no Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Palmas , participou da reunião convocada pelo órgão fiscalizador para acolher a reivindicação das(os) idosos em prol da reabertura do Parque da Pessoa Idosa.

O local foi um dos primeiros a ter o funcionamento interrompido durante a pandemia em razão dos idosos serem identificados desde o início como grupo de risco com maior vulnerabilidade aos efeitos da covid-19.

Durante a reunião, os frequentadores do Parque da Pessoa Idosa argumentaram que a maioria já está imunizado até a quarta dose da vacina e que a ausência das atividades tem trazido prejuízos ao bem estar físico e mental.

Na ocasião estavam presentes também um representante do Ministério Público Estadual e a Secretária de Desenvolvimento Social da capital, Simone Sandri.

Em sua fala a secretária afirmou que o Parque passará por uma série de reformas e sugeriu que de início as ações sejam retomadas nos espaços externos, como área de ginásio e piscina, considerando que são ao ar livre, e que os espaços internos sejam ocupados gradativamente conforme andamento da reforma. No entanto, não foi informado prazo para a retomada do serviço.

Segundo a representante do CRP-23, o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa encaminhará um ofício à prefeitura de Palmas com algumas sugestões quanto ao reinicio das atividades e se comprometeu a fazer esse acompanhamento junto aos outros órgãos fiscalizadores para tensionar o município pela reabertura.

“Essas atividades no Parque da Pessoa Idosa precisam ser retomadas com urgência! Os idosos estão muito fragilizados e precisam muito desse suporte.”, reforça a psicóloga.

Comente via Facebook

Comentário(s)