Profissionais da Psicologia e do Serviço Social participam de reunião ampliada sobre elaboração de documentos em Gurupi

WhatsApp Image 2019-10-25 at 07.42.55

No dia 24 de outubro o Conselho Regional de Psicologia do Tocantins (CRP-23) e o Conselho Regional de Serviço Social (CRESS-TO) promoveram uma ‘Reunião Ampliada Conjunta sobre a Elaboração de Documentos’. A atividade aconteceu em Gurupi-TO e foi  conduzida pela analista de fiscalização do CRP-23, psicóloga Lais Karolinny Almeida (CRP 23/755), e pala agente fiscal do CRESS TO, assistente social Sandra Maria Leitão.

A reunião foi realizada com o objetivo de orientar assistentes sociais e psicólogas(os) que atuam em políticas públicas, quanto a produção conjunta de documentos decorrente de prestação de serviços em equipes multiprofissionais.

Além de orientar, durante a atividade também foi possível fazer um levantamento das principais demandas referentes à elaboração de documentos compartilhados.

Segundo a analista de fiscalização do CRP-23, Laís Karolinny, foram abordadas situações referentes aos processos de trabalho multiprofissionais, como autonomia profissional e identidade das profissões inseridas nas políticas públicas.

Dentro das políticas públicas as(os) psicólogas(os) muitas vezes se deparam com questões emblemáticas quanto a produção dos documentos, principalmente quando a direção sobre a elaboração parte de outros setores.

O sistema de justiça, por exemplo, costuma demandar outras questões para além do espaço de trabalho dos profissionais da psicologia. A conselheira do CRP-23, psicóloga Mariana Miranda, explica que este é um dos fatores que pode influenciar na construção dos documentos e é capaz de gerar consequências desfavoráveis para a atuação das(os) psicólogas(os), visto que é recorrente a incidência de processos éticos relacionados a estas produções.

“Daí surge a necessidade de realizar a ‘Reunião Ampliada Conjunta sobre a Elaboração de Documentos’ para orientar as demandas da categoria. Ao passo que também é importante organizar e pensar ações de uma forma interdisciplinar e estratégica,  voltadas principalmente aos profissionais que atuam no interior do Estado, onde os poderes institucionais tem menos controle social. Se os profissionais recebem mais informações eles se tornam menos sujeitos a sofrerem penalidades éticas.”.

A assistente social Sandra Leitão, agente fiscal do CRESS-TO, conta que a partir da atividade foi possível traçar estratégias com potencial para sanar muitos problemas no interior do exercício das categorias. Ela ressalta a parceria positiva entre os Conselhos de Psicologia e de Serviço Social no Tocantins:

“Temos muitas bandeiras de lutas que convergem nacionalmente e capilarizar essas pautas nas bases é fortalecer diretamente nossas lutas.”.

Para a psicóloga Danila da Silva Carvalho, servidora da Casa de Passagem de Gurupi, através das orientações fornecidas durante a reunião ampliada foi possível entender como melhorar a confecção dos relatórios multiprofissionais.

“Os profissionais se sentiram mais empoderados no seu fazer profissional. Gostaria que tivéssemos mais reuniões e oficinas como esta.”, relata Danila.

O CRP-23 agradece ao CRESS-TO, pela parceria, e ao polo Unopar de Gurupi, pelo espaço físico cedido para a realização do evento. O Conselho agradece ainda todas as psicólogas, psicólogos e assistentes sociais que participaram e ajudaram a construir a  ‘Reunião Ampliada Conjunta sobre a Elaboração de Documentos’.

Comente via Facebook

Comentário(s)