Nota de Pesar pelo falecimento da psicóloga Nara Wanda Zamora Hernandéz

LUTO WANDA 2

O Conselho Regional de Psicologia do Tocantins- 23ª Região lamenta profundamente o falecimento da psicóloga e professora Nara Wanda Zamora Hernandez (CRP- 23/190) nesta tarde do dia 04 de maio de 2020. Wanda, como era conhecida, foi uma psicóloga cubana, brasileira naturalizada, radicada no Tocantins há mais de 25 anos. Foi pioneira no exercício e no ensino em psicologia no Tocantins.

A professora Wanda teve uma vida devotada ao serviço à vida humana, dedicando grande parte dela à prática, ensino e pesquisa em psicologia. De personalidade forte, não exitava em firmar seus posicionamentos. Construiu uma história marcadamente coletiva e permeada pelo afeto, agregando consigo muitas pessoas que acabaram por se tornar uma extensão familiar.

Formou-se em psicologia pela Universidade de Havana em 1959. Especializou-se na área de Pedagogia no Instituto de Pedagogia da mesma Universidade. Posteriormente, foi selecionada para Programa de Pós-graduação, na então, União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (atual Rússia), onde concluiu mestrado sobre desenvolvimento humano a partir das teorias de Lev Vigotsky, na Universidade da Amizade dos Povos, em Moskow (atual Universidade Russa da Amizade dos Povos – Instituto Estatal de Educação Superior (PFUR)).

De volta à Cuba, concluiu o seu segundo mestrado, desta vez na Universidade de Havana, na área da Psicanálise. Lá, além de trabalhar como psicóloga, Wanda construiu sua vida familiar. No período que residiu em Cuba, além de estudar em Moscou, também trabalhou na Nicarágua, e realizou participações em eventos no Brasil no início da década de 90 onde abordou seu trabalho de internacionalista.

No Brasil atuou no projeto Universidade Solidária no sul do Piauí e no Tocantins, fixando residência neste estado em 1994. Foi a primeira professora de psicologia do estado no Centro Universitário Luterano de Palmas. Trabalhou também na Universidade Estadual do Tocantins (UNITINS), onde atuou na Pró-reitoria de Pesquisa e Extensão. Em 1995, conseguiu o reconhecimento dos seus diplomas de graduação e mestrado pela Universidade Federal de Santa Catarina, podendo ser cadastrada no CRP e trabalhar com docência como sempre fez mundo afora.

Com a criação do CRP-23 e desmembramento da jurisdição do Tocantins do CRP-09, ela compôs o I Plenário do CRP-23 (2013-2016). Atuou nas comissões de Orientação e Ética, Clínica e Avaliação Psicológica. Mesmo com idade avançada, sempre esteve ativa nas questões de nossa profissão, tendo sido conselheira também do II Plenário (2016-2019), onde se destacou na criação e condução da Comissão de Gerontopsicologia e representação do CRP- 23 no COMDIPI, tendo se afastado das atividades por motivos de saúde.

Entre as honrarias que recebeu, Wanda lembrava com alegria do encontro com a então primeira dama, Dona Ruth Cardoso e do título de cidadã Palmense que recebeu da Câmara Municipal de Palmas e de suas medalhas, a saber: Medalha pelo labor internacionalista, Medalha pela educação Cubana e Medalha pela Defesa da mulher cubana.

Os anos de docência, o acolhimento à comunidade cubana em Palmas e seu envolvimento em atividades diversas na sociedade Palmense renderam-lhe uma família e uma prole de filhos e netos afetivos, dos quais alguns manteve estreita proximidade. Lidou com uma doença terminal no último ano, mas que não lhe derrubaram a estima e a memória!

Ao primeiro olhar, Wanda sempre parecia uma pessoa irreverente, bem vestida e com sua inconfundível maquiagem. Quem via a sua firmeza, não imagina que sua força tinha uma gentileza e delicadeza incomensuráveis. Wanda foi uma psicóloga que serviu ao seu tempo, mas uma mulher à frente do seu tempo, um ser humano para ser registrada na história!

Deixou sua uma marca e saudades. Manifestamos nossa enorme gratidão pelas contribuições de Wanda ao Sistema Conselhos de Psicologia, à Psicologia do Tocantins e na formação de tantas e tantos estudantes. Lamentamos que as despedidas não possam ter sido feitas como lhe era de merecimento em razão do contexto de transmissibilidade da COVID-19, por isto, destinamos estas palavras de reconhecimento a pessoa da Wanda e desejo de acolhimento aos familiares, amigos e categoria.

Fazemos votos de que as pessoas mais próximas encontrem conforto nesse momento tão difícil. É com grande tristeza que nos despedimos.

Comente via Facebook

Comentário(s)