Inscrições abertas: Crepop realiza seminário “Defesa e Resistência da Psicologia nas Políticas Públicas”

Criado com o objetivo de promover a qualificação da atuação profissional de psicólogas(os) que atuam nas políticas públicas, o Centro de Referências Técnicas em Psicologia e Políticas Públicas (Crepop), do Conselho Federal de Psicologia (CFP), completa 15 anos em 2021. Em celebração à data, o CFP realiza nos dias 9 e 10 de dezembro o seminário “Crepop 15 anos: Defesa e Resistência da Psicologia nas Políticas Públicas”. A atividade será transmitida nas redes sociais do CFP. Para participar é necessário fazer inscrição.

Para a presidente do CFP, Ana Sandra Fernandes, nesses 15 anos houve um avanço significativo na atuação das psicólogas(os) nas políticas públicas no Brasil. “O Crepop trouxe ao longo desses anos importantes contribuições feitas com o auxílio da categoria, com olhar democrático e participativo, orientado pelo compromisso social da Psicologia, referenciando o exercício profissional nas mais diversas áreas”.

O Crepop produziu e entregou à categoria 23 Referências Técnicas, nesses 15 anos de existência. Durante o evento, serão lançadas mais três publicações: Referências Técnicas para atuação no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS/SUAS – Sistema Único de Assistência Social); Referências Técnicas para atuação nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS); e Referências Técnicas para atuação no âmbito das  Medidas Socioeducativas.

A conselheira do CFP responsável pelo Crepop, Neuza Guareschi, afirma que a inserção da Psicologia no campo das Políticas Públicas deu visibilidade a práticas menos conhecidas e novas perspectivas. “Possibilitou a participação não somente na execução e ações no campo das políticas públicas, mas, principalmente, na formulação de políticas que visam melhorar as condições de vida de diversas populações no país, abrindo novos canais de negociação com o Estado sobre as possibilidades de exercício profissional das psicólogas(os), de maneira que o Crepop está sempre apontando outros lugares possíveis para a atuação da Psicologia no Brasil”, avalia.

Além de um papel técnico, o Crepop tem um importante papel ético e político. Ético no que tange a qualificação profissional, orientando um fazer alinhado com a garantia de direitos e a transformação de vidas. Político por se tratar de um espaço que demarca as contribuições da Psicologia para o campo das políticas públicas, voltadas para a transformação social.

A programação do seminário conta com temas como “Pesquisa e prática profissional”; “Defesa e Resistência da Psicologia nas Políticas Públicas local de trabalho em todos”; “Atuação profissional e diversidade humana”.

As inscrições para o Seminário podem ser feitas até o dia 9 de dezembro. As(os) participantes receberão certificado de participação do evento.

Confira a programação do  Seminário “Defesa e Resistência da Psicologia nas Políticas Públicas”:

Dia 09/12 às 17h – Mesa de abertura:

·  Ana Sandra Fernandes Arcoverde Nóbrega – Conselheira Presidente do CFP;
·  Neuza Guareschi – Conselheira responsável pelo Crepop/CFP.

Conferência de abertura – Profª. Dra. Estela Scheinvar
Graduação e Mestrado em Sociologia – Universidad Nacional Autonóma de Mexico; doutorado em Educação – Universidade Federal Fluminense (2001) e Pós-doutorados: pela PUC SP e pela  Universidade Autônoma Metropolitana-Xochimilco. Professora Titular da Faculdade de Formação de Professores de São Gonçalo e do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Formação Humana, da UERJ.

Dia 10/12 às 9h- Mesa 1 – Pesquisa e prática profissional

  •       Tathiane Auxiliadora Ramos Cortez – Psicóloga, GO;
  •       Beatriz Adura Martins – Professora adjunta do Instituto de Psicologia e do Programa de Pós-graduação em Psicologia da Universidade Federal Fluminense (UFF) – Niterói/RJ;
  •       Maria Eunice Figueiredo Guedes – Professora da Universidade Federal do Pará (UFPA) e Conselheira do CRP 10/ PA-AP;
  •   Thayná Miranda da Silva – Estagiária do Crepop do CRP 07/RS;
  •   Coordenação: Mateus de Castro Castelluccio – Supervisor Crepop/CFP.

Dia 10/12, 10h30- Mesa 2 – Defesa e Resistência da Psicologia nas Políticas Públicas local de trabalho em todos

  •   Ionara Vieira Moura Rabelo – Professora da Universidade Federal do Goiás e Psicóloga da Gerência de Vigilância às Violências e Acidentes, Secretaria Municipal de Saúde, Goiânia-GO;
  •   Marcia Mansur Saadallah – Professora da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e Colaboradora do CRP 04/MG;
  •   Carmen Hannud Carballeda Adsuara – Professora na Faculdade Católica Dom Orione- FACDO-TO;
  •   Coordenação: Pedro Paulo Gastalho de Bicalho – Professor do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro- RJ e Conselheiro Presidente do CRP 05/RJ

 Dia 10/12 às 14h30- Mesa 3 – Atuação profissional e diversidade humana

  •         Itamar Sousa de Lima Junior – Mestre em Psicologia, PE;
  •     Edinaldo dos Santos Rodrigues – Psicólogo do Distrito Sanitário Especial Indígena (DISEI), PE;
  •       Céu Cavalcanti – Doutoranda UFRJ, Conselheira Vice-Presidente do CRP 05/RJ;
  •       Mayk Diego Gomes da Glória Machado – Mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Goiás, Chefe de Atenção à População em Situação de Rua da Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia.
  •       Coordenação: Jureuda Duarte Guerra – Psicóloga da Santa Casa de Misericórdia do Pará e Conselheira Presidente do CRP 10/ PA- AP

Dia 10/12 às 17h – Mesa 4 – Lançamento de Referências Técnicas

.       Referência Técnica para atuação no CRAS/SUAS

Maria Lúcia Miranda Afonso – Dra em Psicologia, Professora do Mestrado em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local do Centro Universitário da UNA-BH.

.       Referência Técnica para atuação no CAPS:

Ivana Serpentino Castro Feijó – Psicóloga da Prefeitura Municipal de São Paulo, SP.

.       Referência Técnica para atuação na Gestão Integral de Riscos, Emergências e Desastres

Maria Conceição Pereira – Dra. em Psicologia – PE

.       Referência Técnica para atuação nas Medidas socioeducativas

Iolete Ribeiro da Silva – Dra. em Psicologia, Professora da UFAM.

.       Referência Técnica para atuação na Rede de Proteção às Crianças e Adolescentes em situação de Violência Sexual

Maria Luiza Moura Oliveira – Assistente-Técnico/Psicóloga na PUC/GO;

Coordenação: Katiúska Araújo Duarte – Psicóloga e técnica do Crepop no CRP/13 PB

Confira as referências técnicas produzidas pelo Crepop.  

(fonte: Conselho Federal de Psicologia)

Comente via Facebook

Comentário(s)