Seminário aborda realidades e desafios para atuação de psicólogos do trânsito

 

WhatsApp Image 2017-11-24 at 15.39.15 (1)

 

Foi realizado na última quinta-feira (23), o I Seminário Tocantinense de Avaliação Psicológica no Trânsito: “atualizando saberes”, resultado da parceria entre o CRP-23 e o DETRAN-TO. O evento, que teve como palestrante convidado o Prof. Dr. Roberto Moraes Cruz (UFSC), aconteceu no auditório do Quartel do Comando Geral em Palmas e contou com a participação de psicólogas e psicólogos da capital e do interior.

Compreendendo a necessidade de discutir o trânsito como um problema atual e transversal, o Conselho Regional de Psicologia do Tocantins e o Departamento Estadual de Trânsito promoveram o seminário com o objetivo de dialogar com a categoria sobre os desafios da atuação profissional frente ao processo avaliativo de candidatos à Carteira Nacional de Habilitação – CNH no estado do Tocantins.

Durante o evento, o Psicólogo e Prof. Dr. da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Roberto Moraes Cruz, ministrou palestras abordando as diversas realidades envolvidas no processo de avaliação psicológica para o trânsito e apontando alternativas capazes de otimizar a prestação de serviço do perito examinador.

“Temos desafios importantes no sentido da mudança da legislação, através dos marcos legais. Temos ainda a necessidade de aperfeiçoar a formação continuada, o processo de capacitação do psicólogo, e para isso precisamos ampliar a discussão sobre a prestação de serviço do perito examinador do trânsito e sobre o controle social das variáveis que decorrem da avaliação entre o acidente de trânsito e a relação com o acidente.”, disse o palestrante.

Compreender a diferença entre processos e procedimentos de avaliação psicológica, considerando as demandas e competências profissionais, também foi uma das ricas orientações transmitidas pelo Prof. Dr. Roberto Cruz que na oportunidade ainda lançou o ‘Manual de Psicologia no Trânsito’, publicação de sua autoria.

“O CRP-23 fez um esforço muito importante, junto com as autoridades de trânsito, para promover o evento que foi muito bem sucedido, visto que discutimos várias demandas relevantes. Espero que as questões levantadas durante o seminário e o manual possam contribuir com o processo de capacitação dos psicólogos no âmbito da perícia e da psicologia do trânsito no Brasil.”, concluiu Cruz.

Compuseram a mesa de abertura do  I Seminário Tocantinense de Avaliação Psicológica no Trânsito as seguintes autoridades: senhor Hermes Azevedo – Vice-presidente do DETRAN-TO, Keila Barros Moreira – Presidente da Comissão de Orientação e Fiscalização do CRP-23,  Miriam Becker – presidente da Comissão de Psicologia do Trânsito e Mobilidade Humana do CRP-23, Eurípedes Braz e Capitão Geraldo Margela – responsáveis, respectivamente, pelos setores de Credenciamento e Fiscalização do DETRAN-TO. Também compareceu ao evento a Chefe de Gabinete do DETRAN-TO, Coronel Rosa Inês.

 

Reunião com a Comissão de Psicologia do Trânsito e Mobilidade Humana do CRP-23

No dia anterior ao seminário, o Prof. Dr. Roberto Cruz ainda esteve reunido com a Comissão de Psicologia do Trânsito e Mobilidade Humana do CRP-23. Na ocasião, foram abordados aspectos técnicos,  éticos e políticos  do contexto de atuação dos psicólogos do trânsito do Tocantins, bem como, do cenário  nacional.

Com sua vasta experiência na área e importante atuação política junto aos diversos segmentos nacionais relacionados ao trânsito,  Roberto Cruz trouxe importantes contribuições que orientarão as ações propostas pela Comissão.

 

Comente via Facebook

Comentário(s)