Deliberações Finais do 10º Congresso Nacional da Psicologia

20190925-Conheça-as-deliberações-do-10-Congresso-Nacional-da-Psicologia

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) torna público o caderno com as deliberações finais do 10º Congresso Nacional da Psicologia (CNP). O Caderno de Deliberações do 10º CNP é o resultado de todo o processo de trabalho do congresso e servirá como diretriz para elaboração dos planos do trabalho e orçamentário das gestões dos Plenários dos Conselhos Regionais e do Conselho Federal de Psicologia para o triênio 2020-2022.

O CNP é a instância máxima de deliberação do Sistema Conselhos de Psicologia. Ele ocorre a cada três anos e é fruto de um amplo processo democrático, em que todas(os) as(os) psicólogas(os) podem contribuir para o projeto coletivo da profissão. Este ano, o tema do congresso foi “O (im)pertinente compromisso social da Psicologia na resistência ao Estado de exceção e nas redes de relações políticas, econômicas, sociais e culturais”.

Mais de 23 mil psicólogas(os) participaram de todo processo desta 10ª edição do CNP, que contou com a realização de 982 eventos preparatórios, 280 pré-Congressos Regionais (Pré-Coreps) e 23 Congressos Regionais (Coreps).

Todo o trabalho de organização das propostas do caderno foi feito a partir de um sistema informatizado, inteiramente desenvolvido pelo CFP, que foi utilizado nos Coreps e durante o 10º Congresso Nacional de Psicologia. O objetivo principal foi dar transparência a todo o processo, sendo possível rastrear as propostas aprovadas no CNP, desde a origem da proposta até a etapa final.

Durante o CNP, todas as propostas foram debatidas nos grupos de trabalho, baseadas nas proposições advindas dos 23 Congressos Regionais, e depois encaminhadas para apreciação do plenário do CNP. Ao todo, foram nove grupos, sendo três por Eixo: Eixo 1 Organização democrática e representativa do Sistema Conselhos; Eixo 2 O diálogo da Psicologia com a sociedade brasileira e suas relações com a democracia e direitos humanos; Eixo 3 Do Exercício Profissional.

(fonte: Conselho Federal de Psicologia)

Comente via Facebook

Comentário(s)