CRP-23 publica Nota Orientativa recomendando a interrupção do uso da ferramenta Zoom para atendimento online

Nota orientativa zoom4

Diante das recentes notícias sobre um possível vazamento de conversas e dados de usuários que utilizavam a ferramenta de videoconferência Zoom, seguido pelo diagnóstico da própria empresa reconhecendo fragilidades de segurança no software, o Conselho Regional de Psicologia do Tocantins publicou nota orientativa advertindo a categoria para que a ferramenta não seja utilizada na prática do exercício profissional enquanto persistirem falhas que comprometam a segurança e a confidencialidade dos usuários.

O conteúdo orientativo desperta para o dever da psicóloga(o) quanto ao sigilo profissional previsto no Código de Ética, observando o aumento da procura pelo atendimento psicológico na modalidade online e a consequente necessidade de adaptação de algumas práticas profissionais que oportunizem a continuidade do trabalho no atual cenário de pandemia da COVID-19.

A nota elaborada pelo III plenário do CRP-23 evidencia também as determinações da Resolução CFP Nº11/2018, que dispõe sobre a prestação de serviços psicológicos por meio de Tecnologias da Informação e Comunicação, e da Resolução CFP Nº 04/2020, publicada recentemente para regulamentar o atendimento por meio das TICs durante a pandemia do COVID-19.

“Nós psicólogas e psicólogos devemos zelar pela confidencialidade e o sigilo das informações a nós confiados, e ainda segundo as resoluções citadas, devemos ter responsabilidade ao oferecer nossos serviços por quaisquer meio de suporte, adotando procedimentos técnicos que garantam o sigilo da comunicação, reduzindo a vulnerabilidade no uso de TICs e orientando os usuários de nossos serviços a fazer o mesmo.”.

Com a publicação da nota orientativa o CRP-23 espera promover de forma adequada a prestação de serviços psicológicos por meio de tecnologias da informação e comunicação.

Leia o documento na íntegra: Nota Orientativa

Comente via Facebook

Comentário(s)