CRP-23 participa de mobilização em Brasília para derrubada do Veto nº 37/2019

WhatsApp-Image-2019-10-24-at-15.03.18
psicólogo conselheiro Ricardo Furtado (7º da esq. p/ dir.) representando o CRP-23 durante a ação conjunta no Congresso Nacional pela derrubada do Veto 37/2019

Nos dias 22 e 23 de outubro o Conselho Regional de Psicologia do Tocantins (CRP-23), representado pelo conselheiro Ricardo Furtado, participou da reunião e ação de mobilização parlamentar para a derrubada do veto presidencial ao Projeto de Lei 3.688/2000, que trata da inserção de psicólogos e assistentes sociais na educação básica.

A mobilização aconteceu em Brasília/DF e contou com a participação de representantes de 20 Conselhos Regionais de Psicologia, Conselho Federal de Psicologia (CFP), Conselho Federal de Serviço Social (CFESS) e Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (Abrapee).

No primeiro momento, as(os) conselheiras(os) fizeram uma reunião de alinhamento estratégico, na terça-feira (22), com divisão do trabalho e distribuição do material com as razões para a derrubada do Veto. Em seguida, as(os) representantes seguiram para a Câmara dos Deputados e para o Senado Federal, onde dialogaram com parlamentares, no intuito de pedir apoio para a derrubada do Veto nº 37. Ao total, foram 283 visitas ao longo do dia.

O conselheiro do CRP-23, Ricardo Furtado, conseguiu visitar 100% dos gabinetes dos 8 deputados federais eleitos no Tocantins. Segundo ele, nenhum parlamentar estava presente no gabinete no momento da visita e apenas o deputado Célio Moura recebeu a categoria posteriormente em uma reunião.

“O deputado Célio Moura recebeu os psicólogos junto com o Conselho Federal de Serviço Social e foi uma pessoa extremamente aberta e assertiva com relação à pauta, e sensível à mobilização.”.

O psicólogo do Tocantins, Ricardo Furtado, conta que foi recebido bem na maioria dos gabinetes e teve retorno de quase todos os deputados, com exceção da deputada Professora Dorinha.

“Fomos bem recebidos no gabinete da Deputada Dulce Miranda, Deputado Vicentinho Junior, Deputado Tiago Dimas e Osires Damaso. Não conseguimos visitar os senadores pois estavam em votação pela reforma da previdência na mesma data.”.

Na ocasião o conselheiro também aproveitou para cobrar retorno aos ofícios encaminhados pelo CRP-23 aos parlamentares. Alguns justificaram que, diante do volume de mensagens em relação ao PL 37/2019, não chegaram a ler o documento. Os ofícios foram novamente encaminhados.

Para Ricardo Furtado a ação conjunta no Congresso Nacional teve um resultado satisfatório e a mobilização precisa continuar:

“Acredito que a mobilização porta-a-porta tenha alertado os deputados para a causa. Mas precisamos continuar, a mobilização continua. Enquanto o veto não entrar na votação precisamos continuar mobilizando a categoria para que eles participem entrando em contato e enviando e-mails para os deputados. Porque é um projeto de lei que vai beneficiar muito a população, os alunos, a comunidade escolar e também a categoria, ampliando a possibilidade de vagas e acesso ao serviço de psicologia nas escolas.”.

É possível colaborar com o #Derrubaveto37 mandando uma mensagem às(aos) parlamentares por meio deste link.

No ultimo dia da mobilização, quarta-feira (23), as(os) representantes participaram do Lançamento da Frente Parlamentar de Promoção e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, onde o grupo demonstrou a importância da derrubada do Veto 37 para a garantia de direitos de crianças e adolescentes. O representante do CRP-04/MG, professor Celso Tondin, falou em nome das(os) psicólogas(os) pedindo apoio de todas(os) as(os) presentes. Também foram manifestados apoios pela derrubada do veto na Comissão de Educação, em especial do deputado Edmilson Rodrigues (PSOL/PA), e na Bancada Feminina, que contou com parlamentares de 10 partidos, que declararam por unanimidade apoio à derrubada.

(com informações do Conselho Federal de Psicologia)

Comente via Facebook

Comentário(s)