Conselheiros representam CRP-23 na APAF

 

DSC_0221-0

Durante os dias 25, 26, e 27 de maio foi realizada, em Brasília-DF, a Assembleia de Políticas, da Administração e das Finanças do Sistema Conselhos de Psicologia (Apaf). Reunidos, conselheiros federais e regionais deliberaram acerca de ações estratégicas para a Psicologia e para a sociedade.

Dentre as decisões tomadas a partir da Assembleia destacam-se: aprovação da prestação de contas do CFP no exercício de 2017; continuidade do processo de criação do Conselho Regional de Psicologia da 24ª Região (CRP-24); e processo licitatório para contratação de empresa que unificará padrões em tecnologia do Sistema Conselhos.

WhatsApp Image 2018-05-25 at 14.05.08
Os conselheiros Ricardo Furtado, Joyce Duailibe, e Pedro Paulo Valadão representando o CRP-23 na APAF

Além disso, durante a Apaf também foi assinada moção de repúdio ao desmonte da Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (PNEEPEI), promovido pelo Ministério da Educação (MEC) com a proposta de excluir o termo “na perspectiva da educação inclusiva”.

Participaram da APAF representando o CRP-23, o conselheiro presidente Pedro Paulo Valadão, a conselheira secretária Joyce Duailibi, e o conselheiro efetivo e presidente do CREPOP/TO, Ricardo Furtado.

A Assembleia de Políticas, da Administração e das Finanças do Sistema Conselhos de Psicologia, criada em 1996 durante o II Congresso Nacional da Psicologia (CNP), é realizada pelo menos duas vezes ao ano e composta por conselheiros federais e regionais de Psicologia. O CFP tem até três delegados e o número de representantes regionais varia de um a três, dependendo do número de profissionais inscritos no CRP.

 

Saiba Mais sobre a APAF 2018:

Apaf aprova por unanimidade prestação de contas de 2017 do CFP

Apaf aprova continuidade do processo para criação do CRP-24

Sistema Conselhos de Psicologia vai aprimorar ferramentas para unificar padrões em tecnologia

Sistema Conselhos de Psicologia contra o desmonte da Política Nacional de Educação Especial

 

 

Comente via Facebook

Comentário(s)