CRP-23 lamenta falecimento do psicólogo Aluízio Lopes de Brito

NOTA DE PESAR

O Conselho Regional de Psicologia do Tocantins (CRP-23) lamenta profundamente o falecimento do psicólogo e membro ad hoc da Secretaria de Orientação e Ética (SOE) do CFP, Aluízio Lopes de Brito, vítima fatal da Covid-19.

Aluízio foi conselheiro do CFP por três gestões – XII Plenário (2001-2004), XIV Plenário (2007-2010) e XV Plenário (2010-2013). Em 2002, compôs a equipe responsável pela elaboração da Minuta do Novo Código de Ética da Psicologia. Já no Conselho Regional de Psicologia da Paraíba (CRP-13), sua terra natal, Aluízio compôs o Plenário por duas gestões, no 1º (1995-1998) e no 2º Plenário (1998-2001), quando foi presidente do Regional. Ainda no CRP-13, participou ativamente da criação da Comissão de Direitos Humanos do Regional, em 1997, e foi presidente da Comissão Permanente de Ética, de 1995 a 1998.

Seu compromisso com a Psicologia continuou. Em 2017, Aluízio foi convidado pelo XVII Plenário do CFP para compor, como membro ad hoc, a Secretaria de Orientação e Ética do CFP, convite reforçado pela atuação gestão (XVIII Plenário).

Aluízio tinha graduação em Psicologia pelo Centro Universitário de João Pessoa (1991), com mestrado em Filosofia pela Universidade Federal da Paraíba (2008). Era professor no curso de Psicologia do Unipe e IESP e coordenava no UNIPE o curso de Pós-Graduação em Psicologia Humanista e Abordagem Centrada na Pessoa.

A título de regional, o CRP-23 manifesta enorme gratidão ao psicólogo Aluízio Lopes de Brito por todas as orientações e contribuições prestadas para a estruturação das comissões locais de orientação e ética e de orientação e fiscalização, trazendo sempre novas perspectivas balizadas pelas garantias de direitos humanos. Nos espaços de formação direcionados ao CRP-23, Aluízio apresentava um processo de humanização das legislações, lembrando que mais importante do que entender a norma é entender as pessoas. Vale lembrar que assinou a resolução do regimento interno do CRP 23.

Aluízio Lopes de Brito deixa um rico legado para a profissão, seus ensinamentos e suas contribuições para nossa atuação enquanto psicólogas e psicólogos serão eternas.

Comente via Facebook

Comentário(s)